Clube dos pensadores

Joaquim Jorge

Joaquim Jorge

Fundador do Clube dos Pensadores
Joaquim Jorge

Manchester United sem graça

O Manchester United depois de ter perdido em casa contra o Manchester City e a derrota na Liga Europa contra o Feyenoord, ampliou o meu interesse pelo jogo do Manchester United contra o Watford.

Esse interesse penso que é geral e atinge relevância global. Infelizmente, perdeu contra o Watford (3-1). A equipa de Mourinho teve um começo promissor, mas tem demostrado enormes debilidades na defesa e no fio de jogo.
Venceu três vezes consecutivas, depois somou três derrotas consecutivas. Quem ficou feliz foi o presidente honorário do Watford, o músico Elton John. A equipa orientada por Walter Mazzarri está de parabéns.

As coisas não estão fáceis para José Mourinho e esta época não pode falhar, pois se tal acontecer a sua carreira fica comprometida irremediavelmente.

O Manchester United contra o Watford apareceu lento e sem convicção. Sofreu um golo precedido de falta na primeira parte. Na segunda parte, conseguiu empatar e deu a sensação de conseguir dar a volta ao resultado, mas na parte final afundou-se.

Começa a ser preocupante o que se está a passar para os lados de Old Trafford. A estrela de Mourinho já não é o que era. O seu carisma e capacidade de mudar o rumo de um jogo com mexidas no banco e na condução da estratégia para o jogo estão a tornar-se cada vez mais difíceis de concretizar. Está a perder, a sua mística de antigamente e a áurea de imbatível.

Mourinho sabe e deve precaver-se, que todos querem-lhe ganhar, seja em que circunstâncias forem.
O Manchester United alimenta-se de todas as estrelas que têm em campo, contudo a estrela que está no banco é a maior.
O Manchester é uma equipa em construção com novos jogadores e há um período de adaptação que leva algum tempo. Todavia o dinheiro investido exige e justifica outros resultados.

O alarme ainda não soou mas está para breve. A equipa parece cansada e sem chama, ainda agora, o campeonato começou. O fracasso de Mourinho no Manchester United seria terrível. Mourinho é um dos melhores treinadores do mundo e é português. Estou a torcer por ele.

O sonho e a ilusão de ser campeão complicou-se, mas não é uma tarefa impossível. Espero que Mourinho dê a volta a esta situação. Não é normal Mourinho perder tantas vezes seguidas, em oito dias foram três derrotas. Ou as coisas mudam rapidamente ou vai haver tormenta para os lados de Manchester. A pressão faz-se sentir sobre Mourinho. Para já reagiu a esta fase negativa e esta quarta-feira na visita ao Northampton, em partida para a Taça da Liga inglesa, venceu 3-1. Mas no sábado contra o Leicester tem que voltar a vencer. O sorteio da Taça da Liga cruzou de novo o United com o City, aí, terá que se redimir da derrota para o campeonato.

Mourinho queixa-se da arbitragem e que não pode controlar os árbitros. Em parte tem razão: contra o Manchester City, Bravo fez penálti sobre Rooney; contra o Feyenoord o golo é precedido de um claro fora-de-jogo; contra o Watford, o primeiro golo há falta que não foi assinalada. Todavia isso não explica tudo, Mourinho também tem responsabilidades. O Manchester tem cometido erros colectivos e individuais e é uma equipa apática, previsível e que pressiona pouco.

Segundo a "FourFourTweet", o Manchester United é a equipa da Premier League que menos quilómetros percorreu em campo, 526,6Km. Para se fazer uma ideia, o Liverpool que lidera este ranking percorreu 581,6km e o Manchester City é segundo com 570,7km. O Manchester City de Pep Guardiola percorreu mais 44,1km do que o Manchester United de Mourinho.

Talvez aqui esteja a explicação, Mourinho tem razão ao criticar que os seus jogadores chegam tarde à bola, porque correm menos. A atitude e pressão sobre a bola e o jogador adversário devem aumentar.
O estado de graça de Mourinho acabou e o Manchester United joga sem graça. Espero bem que a passagem de Mourinho pelo Manchester United não seja fugaz como fumar um cigarro.

22.09.2016
Assinatura Digital Record Premium

PARA SI, TODA A INFORMAÇÃO EXCLUSIVA
SEMPRE ACESSÍVEL.

Saiba mais
Segunda-feira, 26 de setembro de 2016Segunda-feira, 26 de setembro de 2016Segunda-feira, 26 de setembro de 2016
M M