O selecionador nacional, Hugo Silva, considera que há muito que não via uma equipa tão motivada e capaz de dar a volta a situações de desvantagem. "Trabalho há 14 anos na Federação e esta seleção está cheia de alma. Estes jogadores querem fazer um trabalho muito digno e têm um grande valor", referiu ao nosso jornal o responsável técnico, visivelmente satisfeito pelas três vitórias em três jogos da equipa das quinas, que lidera a poule B de qualificação para o Europeu de 2017.

Portugal esteve pela última vez na fase final do Campeonato da Europa em 2011 e Hugo Silva sublinha que nessa altura a Seleção tinha grandes nomes. "Agora como não temos esse conjunto de individualidades, a Seleção vale pelo seu todo enquanto equipa. É por aí que temos construído a nossa base de apoio."

Hugo Silva, de 43 anos, salienta o espírito combativo da Seleção portuguesa, que nos jogos do último fim de semana recuperou de claras situações de desvantagem em vários encontros. "Os jogadores nunca baixaram os braços e estiveram sempre na luta. E isso é de enaltecer perante adversários que têm o seu valor", realça o selecionador nacional, que volta a comandar a equipa a partir da próxima sexta-feira, em Helsínquia, na Finlândia.

Autor: Norberto Santos