O tenista australiano Nick Kyrgios, finalista vencido do Estoril Open de 2015, terá que começar a ser seguido por um psicólogo ou então vai ficar afastado dos courts até 15 de janeiro de 2017, anunciou esta segunda-feira o ATP. E segundo a federação australiana, Kyrgios aceitou a decisão e vai começar a consultar um psicólogo especializado em desporto.

"Falámos com os treinadores do Nick e ele concordou em procurar ajuda", refere a federação australiana.

No entanto, no comunicado divulgado pelo tenista n.º 14 do ranking mundial, onde pede desculpa pelo episódio ocorrido em Xangai e garante que vai melhorar o seu comportamento "dentro e fora dos courts", não refere nada sobre ser acompanhado por um psicólogo desportivo, dando a entender que aceita a suspensão de oito semanas. 

"Lamento que o meu ano acabe desta forma e que não possa continuar a perseguir o lugar no ATP World Tour Finals. Era um objetivo importante para mim. Percebo e respeito a decisão da ATP e vou aproveitar este período para melhorar dentro e fora do court. Lamento muito e estou ansioso por regressar em 2017", diz.



Autores: Marta Correia Azevedo e Lusa