Paulo Oliveira, pai do piloto português Miguel Oliveira, confessou ontem acreditar que o seu filho só precisará de mais dois anos em Moto2 até subir à categoria rainha, o MotoGP.

"Chegar ao MotoGP está mais perto do que possa parecer. O objetivo do projeto do Miguel na KTM, para 2017, é que 2019 ou 2020, no máximo, seja o ano de entrada dele na categoria rainha", confessou durante o no 3º Fórum Nacional do Desporto, em Lisboa.

O pai e principal mentor da carreira do melhor piloto português de sempre lembra que nem tudo tem sido fácil. "Durante este percurso muitas histórias se passaram. Houve momentos em que o Miguel quis desistir desta aventura, nunca pensando que iria ser um piloto de excelência. Era difícil ganhar dinheiro para sustentar tudo isto."


Miguel aposta em Márquez

Também presente no Fórum, Miguel Oliveira voltou a reforçar a ideia de que o seu objetivo para 2016 é ser o ‘rookie’ do ano e fez uma aposta para o Mundial de MotoGP. "O Márquez tem o campeonato sob controlo. O Valentino está mais forte do que em 2015 e gostaria que ele ganhasse, mas é difícil", admitiu o jovem de Almada.

Autor: Pedro Gonçalo Pinto