Os presidentes de 22 das 29 federações olímpicas manifestaram esta quinta-feira apoio à recandidatura de José Manuel Constantino à presidência do Comité Olímpico Português (COP) para o quadriénio 2017/2020.

No manifesto hoje divulgado, assinado pelo presidente da Federação Portuguesa de Natação, António José Silva, a continuidade de José Manuel Constantino à frente dos destinos do COP é considerada "da mais elementar justiça".

"José Manuel Constantino cumpriu com lealdade e elevado sentido de missão os quatro anos que agora concluiu como presidente do COP. Homem de cultura, conhecedor profundo do fenómeno desportivo, respeitou os princípios da carta olímpica, mantendo-se sempre atento aos reais problemas do desporto federado, procurando junto do poder político o cumprimento e respetiva execução do Projeto de Preparação Olímpica para o Rio2016", pode ler-se.


Para os signatários, "nunca um ciclo olímpico foi executado com tanto rigor e eficácia", apesar "dos graves constrangimentos económicos" que o país atravessou "nos últimos quatro anos".

"Detentor de um vasto currículo no dirigismo, [Constantino] nunca ignorou os problemas reais e os constrangimentos do desporto nacional. Por isso, assumiu desde a primeira hora, como presidente do COP, a total responsabilidade dos resultados obtidos nos Jogos do Rio 2016, valorizando, em simultâneo, as excelentes prestações obtidas pelos atletas no Rio de Janeiro, elogiando o empenho, o esforço, a dedicação, como toda a missão viveu estes Jogos", referem.

Os responsáveis das federações consideram ainda que o líder do COP tem hoje uma compreensão mais aprofundada dos "desafios que o desporto português terá de enfrentar" e dos "caminhos a traçar" para "chegar a um patamar mais elevado de excelência em Tóquio2020".

"Por tudo isso, consideramos que o país, o movimento olímpico e o desporto nacional devem contar com a presidência de José Manuel Constantino no próximo ciclo olímpico", concluem.

José Manuel Constantino apresenta no próximo dia 27 à Comissão Executiva do COP o relatório de balanço da presença nos Jogos do Rio2016.

O atual presidente do COP chegou à liderança da organização ao vencer as eleições realizadas a 26 de março de 2013.

As eleições para o quadriénio 2017/2020 não têm ainda data marcada.

Autor: Lusa