Foi com José Luís Algarra que o ciclismo português conheceu um grande desenvolvimento, não só pelas suas funções como coordenador técnico durante dez anos (1996-2006), como formador de treinadores e diretores desportivos. Ora, o conceituado técnico espanhol, com várias obras publicadas, professor universitário, vai voltar a trabalhar com a Federação Portuguesa (FPC), sendo esta uma das bandeiras do novo mandato de Delmino Pereira, reconduzido já no cargo.

De acordo com o presidente da FPC, que tomou posse recentemente, José Luís Algarra será contratado para dar novo impulso à formação, em todas as suas vertentes, aproveitando para tal o Centro de Alto Rendimento da Anadia, onde o ciclismo tem a sua base de trabalho no que respeita às diversas seleções nacionais. "Virá para coordenar um projeto de formação, controlo de treino no CAR. Vamos iniciar a montagem de um centro de treino, até para outras seleções", esclareceu ao nosso jornal Delmino Pereira. "Trata-se de um projeto progressivo que abrange todas as vertentes, a implementar nos próximos quatro anos e que começará a ser posto em prática em 2017."

Poeira intocável
O presidente da FPC faz questão de esclarecer que as futuras funções de José Luís Algarra não colidirão com as de José Poeira. "Não têm nada a ver com o cargo de selecionador nacional".

Autores: António Varela e Ana Paula Marques