Numa jornada com vários destaques individuais, desde o espectacular golo de bicicleta de Salvador Agra, que começou a decidir o dérbi da Madeira a favor do Nacional, até aos bis de Mitroglou, que valeu a liderança ao Benfica, e também de Ricardo Valente e de Welthon, na primeira vitória do Paços no campeonato, o destaque vai para Matheus Índio, autor de dois golos na estreia do Estoril a vencer na prova.

O médio dos canarinhos foi mesmo a grande surpresa da ronda. Depois de uma estreia apagada na semana anterior, em Paços de Ferreira, Matheus Índio brilhou na Amoreira ao bisar frente ao Moreirense, sendo o segundo golo num canto direto, algo raro e que o próprio jogador confirmou no final "nunca tinha marcado um golo olímpico."

Aos 20 anos, o médio brasileiro está no Estoril cedido pelo Vasco da Gama, clube no qual cresceu no Brasil. Esta não é, no entanto, a sua primeira experiência na Europa pois já tinha estado uma época em Inglaterra, nos juvenis do Arsenal. Como sénior, é a sua primeira grande oportunidade numa Liga europeia.


Um pormenor interessante para os concorrentes da Liga Record: Matheus Índio chegou ao Estoril e foi anunciado como médio centro, a posição na qual jogava no Vasco da Gama. No entanto, o treinador Fabiano Soares tem apostado no jogador como extremo e, logo ao segundo encontro, a aposta resultou em cheio. Por isso, é bem provável que o carioca seja mais vezes utilizado encostado às faixas, algo que pode fazer a diferença no nosso concurso pois, estando na lista como médio, os seus golos valem mais ponto.

Dicas para a 6.ª jornada:

- Matheus Índio foi o Jogador da Semana, marcou dois golos e fez 16 pontos. Naturalmente, deve estar super moralizado mas: é uma aposta segura para a próxima ronda? Talvez não. O Estoril joga contra o Sporting, em Alvalade, onde historicamente não faz bons resultados.

- A defesa do Chaves é a menos batida da Liga NOS, com apenas três golos sofridos nas primeira cinco jornadas. Os flavienses até jogam o próximo encontro em casa, o que poderia tornar fácil a aposta no seu sector defensivo, não fosse o adversário o líder Benfica.

- No Chaves-Benfica, a equipa da casa não vai poder utilizar dois jogadores. O médio Carlos Ponk e o avançado Hamdou Elhouni estão no clube transmontano cedidos pelo Benfica, logo não vão poder jogar no sábado e vão ter pontuação negativa (-1).

Temas