É a chilena mais seguida das redes sociais – só no Instagram tem quase dois milhões de seguidores – e uma adepta fervorosa da seleção do seu país. Daniella Chávez mostra isso mesmo na Internet, incentivando os jogadores do Chile, mas também o seu descontentamento com os maus resultados. E o principal alvo da manequim é o selecionador Juan Antonio Pizzi.

"Se queremos chegar à Rússia [Mundial’2018], Pizzi deve sair o quanto antes", opinou. Apesar da última vitória frente ao Peru permitir que o Chile ainda sonhe com a qualificação, Daniella Chávez mantém a vontade de ver Pizzi fora do comando da seleção.

Temas