O pai de Pep Guardiola afastou liminarmente a possibilidade do filho voltar a desempenhar um qualquer cargo no Barcelona. Com uma tirada bem humorada Valentí Guardiola questionou o que Pep, atualmente no Manchester City, iria fazer num clube onde foi jogador e treinador, com sucesso assinalável.

"Voltar ao Barça? Para fazer o quê, ser apanha-bolas?", adiantou o pai de Guardiola em declarações à rádio espanhola Cadena SER, explicando depois o seu ponto de vista: "A verdade é que não o vejo como presidente, nem sequer no banco [treinador]."

"Os seus anos no Barcelona passaram, pelo que não acredito que resulte outra vez. Acho que se pode descartar pelo menos no que toca a treinador", reforçou Valentí, apontando como única possibilidade para o filho no regresso a Espanha, o cargo de selecionador... da Catalunha:

"Diria que a seleção catalã talvez possa ser, mas não o vejo na seleção de Espanha. Não é por nada, eu não guardo ranco a ninguém. Todos são livres de pensar o que quiserem. Não sei o que ele irá fazer, não sou ninguém para dizer o que têm de fazer."

Autor: António Espanhol