A passagem pelo Real Madrid não é motivo de orgulho para Nuri Sahin, mas o médio do Borussia Dortmund, que na noite desta terça-feira defronta o Sporting na Liga dos Campeões, encontrou pelo menos um aspeto positivo: ter trabalhado sob a ordens de José Mourinho. Para o internacional turco, o treinador português foi o que mais o marcou no aspeto humano.

"Todos os jogadores querem ganhar, mas Mourinho personifica a vitória. Ele faz tudo para vencer, ama o sucesso e passa por cima dos cadáveres para o conseguir. Ele ganha os jogos ao intervalo, as suas palestras são incríveis, ainda as recordo bem", adiantou Sahin em declarações à revista turca 'Socrates', deixando implícito que não hesitaria em voltar a trabalhar com o treinador que está agora no Manchester United.

Isto apesar de não se ter conseguido impor no Real Madrid, devido a problemas físicos, mas também a inadaptação, nos tempos de Mourinho (2011/12) - o treinador acabou mesmo por sancionar o empréstimo do médio ao Borussia Dortmund, em 2012/13. "Por vezes ele disse coisas que eu não queria ouvir, mas sempre soube qual era o meu lugar."

"Claro que o treino e a tática são importantes, mas esta profissão perdeu muito do lado humano e é por isso que gosto de tipos como Mourinho e [Jürgen] Klopp", acrescentou Sahin, destacando a qualidade do trabalho do seu atual treinador: "A nível tático, Thomas Tuchel é talvez o melhor com quem já trabalhei."