O clássico inglês Liverpool-Manchester United encerra esta segunda-feira (20 horas) a 8.ª jornada da liga inglesa. Um duelo mítico que será arbitrado por Anthony Taylor, de 37 anos, natural de Wythenshawe, na grande Manchester. E é aqui que as coisas se complicam para o árbitro inglês, que estará sob pressão no jogo desta noite e cuja segurança pode estar em risco. 

"Não entendo porque nomearam Anthony Taylor para o jogo Liverpool-Manchester United e acho que ele não deveria ter aceite. A sua segurança e a da sua família pode estar em risco, caso alguma coisa corra mal. Isso não está certo", admite o ex-árbitro inglês Keith Hackett ao 'The Telegraph'.

"O fato de ele vive tão perto de Old Trafford [a cerca de 10 quilómetros], coloca-o sob pressão desnecessária e que poderia ter sido evitada com a nomeação de um outro árbitro", argumenta Hackett. 

E para ajudar à festa, o treinador do Man. United, José Mourinho, veio a público falar sobre o arbitro Anthony Taylor, algo que a federação inglesa não permite e por isso agora está sob investigação, e contestar as críticas dos adeptos do Liverpool.



Autor: Marta Correia Azevedo