Gerard Piqué reafirmou esta terça-feira a intenção de abandonar a seleção espanhola no final do Mundial'2018 mas garantiu que não há qualquer pressão, venha ela de onde vier, que o afete. E foi nesse contexto que colocou Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, ao barulho.

"A decisão de deixar a seleção está tomada. Talvez os acontecimentos se tenham precipitado na Albânia. Não a queria comunicar nesse momento mas reagi a quente por causa dessa notícia falsa como as imagens vieram a demonstrar. Li que foram as redes sociais, o 'As', a 'Marca' e a marioneta de Florentino Pérez que me tiraram da seleção. Nem os jornais nem o Twitter o fizeram. É uma decisão que tomei, que tenho o direito a tomar depois de 10 anos ao serviço de Espanha. Julgo que será o momento certo, de deixar que a nova geração ocupe o meu lugar", referiu na conferência de imprensa de antevisão do jogo do Barcelona com o Man. City, quarta-feira no Camp Nou.

Piqué confirmou ainda que chegou a ponderar o abandono após o Mundial'2014 porque não se sentia "motivado" e assegurou que agora é totalmente diferente. "Sinto-me mais completo que nunca e estou no melhor momento da minha carreira", frisou.





Piqué corta as mangas e na Internet é a loucura!

Piqué corta as mangas e na Internet é a loucura!


Autor: Sandra Lucas Simões