Pako Ayestarán já não é treinador do Valencia. O emblema liderado por Peter Lim anunciou em comunicado, divulgado esta terça-feira, a rescisão de contrato com o técnico.

Ayestarán, de 53 anos, assumiu o comando técnico no final da temporada passada, após a saída do inglês Gary Neville, mas o arranque em falso na nova época - quatro derrotas em outros tantos jogos oficiais - precipitou a sua demissão.

Refira-se, a propósito, que a notícia surge numa altura em que o português Marco Silva é um dos mais fortes candidatos a suceder a Ayestarán.

Autor: Ricardo Granada