Amigos, amigos, Liga dos Campeões à parte. Luis Enrique reconhece que a receção do Barcelona ao Manchester City na quarta-feira, na 3.ª jornada do grupo C da Liga dos Campeões, vai ser um "reencontro de amigos" com Pep Guardiola, mas será também muito mais do que isso.

"Não vai ser um jogo de treinadores. Quem decidirá são os jogadores. Partilhei muitas coisas com Pep [Guardiola]. É um privilégio poder também partilhar agora isto como treinadores ao mais alto nível. Nunca o vi a treinar, nem ele a mim, mas posso adivinhar o que ele procura. Jogar frente a uma equipa treinada por um amigo é ainda um estímulo maior para o poder ganhar. A sua influência no jogo do City tem sido bestial. Já se notava isso logo na pré-temporada", afirmou o treinador dos blaugrana esta terça-feira em conferência de imprensa de antevisão ao encontro.

E prosseguiu: "Vamos pressionar para colocarmos muitos problemas. Nós, treinadores com mentalidade ofensiva, sabemos o que nos espera".

Autor: Sofia Lobato