Ronald Koeman, treinador do Everton, está surpreendido com a decisão de Oumar Niasse, que rejeitou falar com outros clubes mesmo depois de ser informado que não era opção para o treinador holandês.

"Antes da época começar disse que ele não fazia parte dos meus planos", afirmou o antigo treinador do Benfica, que colocou o avançado senegalês a treinar com as reservas. "Ele ainda é um jogador com contrato e precisa de tempo de jogo para haver interessados", explicou.

Apesar de Niasse ter marcado pelos reservas, no jogo de quarta-feira frente ao Arsenal, Koeman continua intransigente acerca da aposta no avançado. "Não acredito que o golo mude alguma coisa", disse, acrescentando que está contente com as opções que tem atualmente para o ataque. "Temos avançados suficientes e diferentes dele. Prefiro estas pessoas ao Niasse", disse.


Questionado acerca do porquê de Niasse ter continuado, Koeman disse que só o senegalês pode responder."Houve algum interesse nele, mas parece que não era o que ele esperava. É decisão do jogador não querer sair, não percebo, mas é normal", explicou o holandês.

O avançado senegalês foi contratado em janeiro pelo antecessor de Koeman, Roberto Martinez, ao Lokomotiv Moscovo por 17,9 milhões de euros, mas raramente jogou, contando com apenas 7 jogos na época passada e desde a chegada de Ronald Koeman, este verão, foi informado que estava livre para procurar um novo clube.