Yaya Touré é carta fora do baralho de Guardiola até haver um pedido de desculpas por parte do agente do antigo internacional costa-marfinense, anunciou o treinador do Manchester City esta terça-feira, em conferência de imprensa. 

"Foi muito difícil deixá-lo de fora da lista da Champions. Muito difícil. Eu conheço-o e sei que ele é bom rapaz", disse o treinador espanhol acerca da situação que iniciou toda a polémica.

"Depois do agente ter falado, o Yaya ficou de fora", afirmou o catalão, avisando, no entanto, que a situação pode mudar: "Se o senhor Dimitri Seluk falar com a imprensa, porque ele não tem coragem de me ligar, e pedir desculpa ao Manchester City, aos seus (de Touré) colegas de equipa e ao treinador", esclareceu.


"Os agentes acham que são mais do que realmente são. Se têm um problema, podemos falar. Até ele dizer alguma coisa, o Yaya não joga", comentou.

"Eu sei o quanto Seluk adora o Yaya Touré. Se ele o adora, que o mostre ao desculpar ao Manchester City pelo que disse nos jornais", concluiu.

Quando foi anunciado que Yaya Touré não foi colocado na lista da Liga dos Campeões, o agente do jogador de 33 anos veio a público dizer que o jogador se sentiu "humilhado" e desafiou Guardiola a ter "tomates para admitir que estava errado" se o City não ganhar a Liga dos Campeões.