O avançado Samuel Eto'o foi afastado da equipa do Antalyaspor por tempo indeterminado, anunciou esta quarta-feira o clube turco, depois de o jogador camaronês ter feito um comentário em que sugere ser vítima de racismo.

"Talvez algumas pessoas não me respeitam porque sou negro. Mas eu não vou descer do nível que atingi", escreveu Eto'o na sua conta na rede social Instagram em turco, juntamente com uma imagem da Wikipedia de todos os títulos que conquistou.

Eto'o não especificou a quem se dirigia, mas publicou outra mensagem em que dizia que não visava o presidente do Antalyaspor, Safal Ali Ozturk, que anteriormente afirmara que "nenhum jogador está acima dos interesses do clube e que todos deveriam saber o seu lugar", referindo-se ao fraco rendimento do avançado no início da época.


Esta crise surge depois de se terem acentuado os rumores de que Eto'o, de 35 anos, iria rumar ao rival Besiktas, de Istambul, na próxima temporada.

Com passagens por FC Barcelona, Inter de Milão e Chelsea, Eto'o chegou ao Antalyaspor em junho de 2015 e era visto como elemento fundamental para ajudar o clube a atingir sucesso nacional e internacional, mas esta época o Antalyaspor soma apenas um ponto nas primeiras quatro jornadas do campeonato turco.

Autor: Lusa