Craque que é craque mostra as garras nos dérbis. Bernardo Silva tem-no feito com uma regularidade espantosa quando defronta o Nice no Allianz Riviera. O médio-ofensivo do Monaco leva dois golos em outros tantos clássicos da Côte d’Azur realizados no anfiteatro do rival, constituindo uma das principais armas que Leonardo Jardim vai apresentar no duelo entre as duas únicas equipas que ainda não perderam na Ligue 1.

A saga do camisola 10 tem início em 2014/15, época em que o Monaco vence por 1-0, através de um disparo cruzado desferido de primeira com o pé esquerdo à entrada da área. O segundo capítulo da história ocorre em 2015/16, temporada em que o conjunto do principado ganha por 2-1, sendo o golo do português assinado num remate cruzado de pé esquerdo já bem dentro da área. Por outro lado, Leonardo Jardim pode gabar-se de ter vencido sempre no Allianz Riviera, desde que emigrou para França em 2014/15, e crê que vai acabar a sorrir o 111º dérbi daquela região gaulesa. O ‘novo’ anfiteatro do Nice é um palco talismã para o Monaco, que conta por vitórias os quatro jogos ali realizados. João Moutinho deve ser lançado de início (Bakayoko e Sidibé já operacionais), enquanto no outro lado da barricada se devem registar os regressos de Ricardo Pereira, Seri e Balotelli ao onze.

Autor: Nuno Pombo