Lúcio Antunes foi esta segunda-feira apresentado, na cidade da Praia, como selecionador de Cabo Verde, com um contrato de um ano e meio e o objetivo de qualificar os tubarões azuis para o Mundial de 2018.

Em conferência de imprensa, o Presidente da Federação Cabo-Verdiana de Futebol (FCF), Vítor Osório, disse que com a nova equipa técnica se dá "início a um novo ciclo", o da qualificação para o Mundial 2018.

"Entendeu a federação ser o momento de apostar numa nova equipa técnica e confiar essa qualificação, tarefa muito importante para o futebol nacional, ao selecionador Lúcio Antunes", adiantou Vítor Osório.


Lúcio Antunes será auxiliado por Nelito Antunes, Bero (que transita da equipa anterior), o treinador do Mindelense Rui Alberto e o antigo capitão da seleção Nando.

O novo técnico será responsável por toda formação do futebol nacional, bem como pela escolha das equipas técnicas de todos os escalões do futebol, incluindo o futebol feminino.

"É um orgulho e uma honra muito grande estar de novo nesta casa. Estou aqui motivado como estive da primeira vez, se calhar até mais, para juntamente com os meus colaboradores, com os adeptos e os jogadores levar o barco a bom porto", disse Lúcio Antunes aos jornalistas.

Lúcio Antunes regressa aos comandos da seleção cabo-verdiana depois de em 2013, ter conseguido qualificar Cabo Verde pela primeira vez para um Campeonato Africano das Nações (CAN).

Lúcio Antunes substituiu o professor Beto Cardoso, que apresentou a demissão, depois de a seleção ter falhado a qualificação para o CAN 2017.

Questionado sobre ausência dos tubarões azuis da CAN, Lúcio Antunes sublinhou que essa questão é passado e que importa agora olhar para o futuro.

"Temos de pensar no futuro. Os jogadores estão lá. São jogadores ganhadores porque já conquistaram alguma coisa por esta equipa no passado recente. Nem sempre é possível ganhar, mas vamos preparar-nos bem para que no futuro possamos dar alegria ao povo e à nação", disse.

O primeiro jogo de apuramento de Cabo Verde para o Mundial de 2018 é contra o Senegal, a 08 de outubro, em Dacar.

Cabo Verde integra o grupo D juntamente com Senegal, Burkina Faso e África do Sul.

Cinco equipas do continente africano tem apuramento direto para o Mundial.

Depois da sua primeira passagem pela seleção nacional, Lúcio Antunes treinou a equipa do Progresso de Sambizanga, de Angola, e o Académico do Aeroporto de Sal, equipa com a qual se sagrou campeão regional.

Autor: Lusa