O Benfica desloca-se hoje ao reduto do Leões de Porto Salvo, onde vai tentar regressar aos triunfos depois do empate caseiro com o Rio Ave (2-2), na ronda passada. A partida é referente à 18.ª jornada da Liga – a última antes do Europeu –, que fica concluída na quarta-feira, com o GDS Cascais-Sporting.

Adivinha-se um confronto difícil para as águias, que terão pela frente um adversário que não costuma ser fácil de bater. Na primeira volta, em outubro, a equipa do concelho de Oeiras conseguiu um empate na Luz, depois de ter estado a perder por 2-0.

A grande baixa nos benfiquistas é o treinador João Pinto, que não estará em Porto Salvo devido ao problema de ouvidos que o obrigou a abandonar o banco no último confronto, ainda antes do intervalo. Vítor Hugo continua a recuperar da operação à tíbia e perónio da perna esquerda. No emblema da Linha, Tuca e António ficam de fora.

Lobão ambicioso

O Leões de Porto Salvo teve uma jornada inglória há uma semana, ao perder com o Sporting no último segundo, num lance polémico que valeu a contestação em relação à validade do golo de Alex. O técnico Ricardo Lobão admitiu que “animicamente o primeiro impacto foi negativo”, após terem sido feitas “coisas muito boas”, insuficientes para evitar a derrota. No entanto, sublinha que já estão focados no confronto de hoje. “Estamos preparados para mais um jogo difícil, em que os pormenores vão fazer a diferença. Só temos um objetivo: ganhar”, garantiu o treinador.

No lado do Benfica, o adjunto Pedro Henriques, que hoje vai orientar a equipa, acredita que “vai ser um grande espectáculo”. “Espero que o Benfica arranque os três pontos”, acrescentou, em declarações ao canal do clube.


Temas