O V. Setúbal, a melhor defesa da Liga NOS a par do Sporting à entrada desta jornada, sofreu uma goleada (1-4 ) em casa com o P. Ferreira. Apesar de os dois últimos golos terem sido irregulares – fora-de-jogo de Welthon e domínio com o braço de Valente –, os sadinos preferem não comentar o trabalho do árbitro Manuel Mota. "Não é hábito do V. Setúbal falar de arbitragens", explicou a Record o diretor desportivo, Paulo Grencho.

O plantel orientado por José Couceiro regressa hoje ao trabalho.

Autor: Cláudia Marques