O Vitória conquistou a Taça de Portugal em 2013 e o treinador Pedro Martins assume o objetivo de guindar o Vitória novamente até ao Jamor. Fasquia que o responsável diz ser uma referência para a carreira desportiva de qualquer profissional, pelo que exige foco total dos seus jogadores, independentemente de o adversário militar nos campeonatos distritais.

"Temos o sonho de chegar ao Jamor, mas temos de o provar em campo com entrega total e o máximo de respeito pelo nosso adversário", avançou Pedro Martins, convicto num desempenho capaz de corresponder à mensagem que passou ao plantel durante as duas semanas de interrupção que as competições sofreram: "Tive a oportunidade de disputar uma final como jogador e é um momento singular que marca as nossas carreiras. O Vitória também é um clube com responsabilidades nesta prova e todos trabalharam de acordo com esse horizonte, pelo que o grupo está focado e motivado para este início de caminhada."

Sintético sem peso

Pedro Martins, que esteve presente em observação no último desafio que o Santa Iria realizou, assumiu ainda que o relvado sintético onde a eliminatória se vai disputar não pode servir de desculpa. "Temos as mesmas condições do adversário e resta-nos cumprir a nossa obrigação", concluiu.


Autores: Pedro Malacó e Bruno Freitas