O presidente do Vitória de Guimarães, Júlio Mendes, anunciou este sábado a intenção de ampliar o complexo desportivo do clube e de criar uma unidade de alojamento para a formação no mesmo espaço.

Durante a inauguração de um relvado sintético de futebol de 7 nas instalações vimaranenses, o dirigente reiterou que o alojamento vai surgir para os "jovens" não estarem "dispersos pela cidade" e que os novos campos, além dos seis existentes (três de relvado natural e três sintéticos), pretendem melhorar as condições da equipa B e da formação.

"Os campos já são insuficientes. Já nos obriga a solicitar campos de outros clubes. Não é que esteja mal, porque podemos rentabilizar o que temos no concelho. Mas isso obriga-nos a custos e a uma logística complicada e estamos a falar de um projeto que se pretende colocar ao mais alto nível", explicou.

O responsável vitoriano - acompanhado do presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança - esclareceu que tais ideias implicam um "investimento avultado", dizendo, por isso, que conta com o apoio "financeiro" da autarquia, até pelo papel que o emblema desempenha na região, no concelho e na cidade".

"O Vitória, e estamos a falar do clube e não da SAD, para reabilitar todo o património e conseguir crescer não o consegue fazer com a sua dimensão real económico-financeira. Para isso, conta sempre com o apoio da autarquia", vincou, revelando que, desde que chegou à presidência do clube, em 2012, investiram-se quase 1,5 milhões de euros em infraestruturas, com algum apoio do município.

Júlio Mendes referiu que os novos projetos se podem enquadrar na "política de aposta na formação", destacando que o Vitória é visto, no estrangeiro, como "um dos clubes portugueses que melhor sabe trabalhar a formação" e os jogadores oriundos das camadas jovens compõem 40% do plantel principal.

Já Domingos Bragança referiu que a Câmara Municipal de Guimarães está sempre "atenta" ao clube, até pelo "valor simbólico" que tem para a cidade, e adiantou que a autarquia está disponível para apoiar dentro do que for "possível", a nível financeiro e logístico.

O presidente vitoriano deixou ainda uma breve nota sobre a estreia da equipa na Taça de Portugal, frente ao Santa Iria, em jogo da terceira eliminatória, ao afirmar que os comandados de Pedro Martins pretendem "estar na final" para "vencer" o troféu.

Autor: Lusa