Após o empate com o Belenenses, Pedro Martins poderá preparar uma novidade no onze para o jogo com o Moreirense. Tendo em conta as dimensões do relvado, Bernard perfila-se como sucessor natural de Hurtado no apoio ao ataque. O peruano tem sido adaptado àquela zona do terreno desde a altura em que o treinador abdicou de jogar com dois avançados mais perto da área, mas as exibições diante de FC Porto e Belenenses deixaram a desejar.

O Vitória precisa de um construtor de jogo e de alguém que saiba jogar em espaços mais reduzidos. Bernard encaixa no perfil, Hurtado não... Marega e Hernâni corresponderam na jornada passada e permanecerão no onze. Por isso, a sair alguém, será mesmo o peruano.

Ontem, o clube revelou a programação para o 94º aniversário. A surpresa será a inauguração de um mural alusivo à campanhã ‘Todos por uma paixão’.

Autor: Ricardo Vasconcelos