A ocupar o lugar de Jorge Jesus no banco do Sporting, em face da suspensão do técnico principal, o adjunto Raúl José comandou os leões esta noite diante do Borussia Dortmund e, depois da partida, que terminou em 2-1 para os alemães, admitiu que a primeira metade menos bem conseguida acabou por condicionar de certa forma a definição do resultado final.

"Na primeira parte, apesar de termos bola e de termos criado algumas oportunidades para finalizar - até o golo de canto é mal anulado -, poderíamos ter sido mais agressivos, parar mais vezes a transição do adversário. Fizeram dois golos e, na segunda parte, fomos mais agressivos, mais fortes. Se fóssemos mais felizes, teríamos conseguido 1 ponto", lamentou, à RTP.

"Na primeira parte estivemos bem no jogo, mas a perder 2-0 temos de arriscar mais, de pressionar mais alto. Procurámos mais um golo cedo, para recuperar. Os jogadores souberam fazer bem as coisas, foram competentes, mais na segunda parte. E, na Liga do Campeões, contra equipas destas, os pormenores acabam por definir", explicou.

Com 3 pontos até agora, menos 4 do que Real Madrid e Borussia Dortmund, o Sporting sabe que as contas do apuramento estão complicadas, mas o adjunto de JJ assegura que a confiança continua intacta. "Penso que temos todas as possibilidades de conseguir um bom resultado lá. Há mais 9 pontos em disputa. Está tudo em aberto para discutir o apuramento", concluiu.

Autor: Fábio Lima