O árbitro João Capela foi o escolhido esta terça-feira pelo Conselho de Arbitragem da FPF para dirigir a partida entre o Sporting e o Estoril, da 6.ª jornada da Liga NOS, encontro agendado para sexta (21 horas). O internacional de 42 anos estava afastado dos jogos do clube de Alvalade desde o encontro com o Benfica de 2012/13, disputado a 21 de abril de 2013, que os encarnados venceram por 2-0, um encontro que teve muitos casos. Na ocasião, César Brito e Mário Jorge analisaram-nos para Record. Recorde o que foi dito na altura

5' Garay tenta o corte mas acerta na perna esquerda de Wolfswinkel que, em queda, ainda remata. Penálti?

César Brito (ex-jogador do Benfica): «Se caísse logo...»


Garay não toca na bola e acerta em Wolfswinkel, mas não me pareceu com intensidade suficiente para fazer penálti. Acho que se notou a falta de experiência do avançado neste lance. Se caísse logo... talvez o árbitro marcasse penálti, mas ele ainda rematou à baliza, ou seja, continuou com a jogada.

Mário Jorge (antigo jogador do Sporting: «Houve penálti »

Houve penálti de Garay. O defesa do Benfica nem sequer tocou na bola mas tocou na perna de Wolfswinkel que, com o balanceamento que levava, acabou por rematar, já em queda. Nos casos de grande penalidade o árbitro não pode aplicar a lei da vantagem – Capela devia ter parado logo o jogo.

Sentença Record: Aceita-se. Garay tem entrada sobre Wolfswinkel que poderia ter levado à marcação de penálti, mas o avançado não cai e, prosseguindo com a jogada, acabou por rematar à baliza de Artur. As imagens não são totalmente conclusivas e também faltou ratice ao holandês.

7' - Capel passa por trás de Maxi e cai na área após o contacto com o lateral. O espanhol fica a pedir penálti.

CB: «Câmara lenta»

Maxi Pereira foi surpreendido por Capel, e já depois de o sportinguista passar por ele toca-lhe no pé direito. Neste caso ficou um penálti por assinalar, mas num lance que era muito difícil de analisar pelo árbitro. Mesmo na televisão, só se consegue ver a falta numa repetição em câmara lenta.

MJ: «Falta claríssima»

Mais um penálti por assinalar. Capel apareceu de repente, passou por Maxi Pereira que o rasteirou, falta claríssima dentro da grande área. O jogador do Sporting já tinha ganho posição em relação ao defesa, que o abalroou quando já não tinha hipótese de ficar em vantagem no lance.

Record: Penálti e expulsão. Capel surpreende Maxi pelas costas e o uruguaio tenta desequilibrá-lo com o braço, acabando por fazer cair o espanhol com uma rasteira por trás. Grande penalidade por assinalar e o respetivo cartão vermelho, pois o espanhol surgia isolado.

53' - Gaitán cai na área depois de perder um lance aéreo com Ilori. Contacto normal ou penálti por assinalar?

CB: «Lance normal»

Gaitán não fez nada para ganhar a bola, limitou-se a esperar pelo contacto do defesa que acabou por acontecer, mas não me pareceu ter existido qualquer irregularidade na jogada, foi um lance normal. O jogador do Benfica nem saltou e o árbitro, perto do lance, nada assinalou. Esteve bem neste caso.

MJ: «Nem saltou»

Não houve nada de irregular. Gaitán nem saltou, não tirou os pés do chão e aproveitou-se de um contacto normal. O jogador do Benfica esperou que o miúdo saltasse e ainda se baixou ao sentir o contacto. João Capela estava muito perto do lance e desta vez ajuizou bem. Não houve penálti.

Record: Bem ajuizado. Como se vê na foto, Capela está mesmo em cima do lance e vê Ilori saltar sobre Gaitán, que nem sequer se faz ao lance. Há contacto mas sem falta de parte a parte. Apenas um caso em que o defesa procura cortar a bola e o avançado se retrai.

87' - Viola ganha posição mas acaba por cair na área após contacto com Maxi. João Capela mandou seguir o jogo.

CB: «Ajuizou bem»

Existiu um contacto entre Maxi Pereira e Viola, mas não me pareceu suficiente para o avançado do Sporting cair, foi um contacto normal em futebol. O árbitro ajuizou bem e nada assinalou, como não assinalaria se este lance se passasse no meio-campo. Nesse caso nem se falava nele.

MJ: «Não aguentou»

Não me pareceu falta. Maxi Pereira encosta-se, de facto, a Viola e acabam por cair os dois, mas pareceu-me mais que o defesa do Benfica se desequilibrou e o contacto não era suficiente para o avançado cair. Viola devia ser mais forte e ter capacidade para aguentar um contacto deste género.

Record: Grande penalidade. Maxi usa o braço dentro da área para travar Viola, que está de frente para a bola, chegando a agarrar a camisola ao avançado por breves momentos. Larga-o rapidamente, o que terá induzido o juiz em novo erro. Mais um penálti por assinalar.

90+2' - Viola entra na área e cai após choque com Jardel. O sportinguista fica a reclamar uma falta. Outro penálti?

CB: «Vai ao encontro»

Outra vez Viola a tentar enganar o árbitro. O avançado do Sporting vai ao encontro do defesa, que nem se mexe. Jardel não podia evitar o choque mas ficou parado, não fez qualquer movimento para derrubar o adversário, ele é que procurou o contacto. Mais uma vez, o árbitro esteve bem.

MJ: «Jardel parado»

Outro lance com Viola dentro da grande área e, mais uma vez, sem motivo para grande penalidade. O defesa do Benfica não fez qualquer movimento para impedir o adversário de passar – aliás, Jardel estava parado e o argentino é que se atirou para cima dele, quando a bola já lhe tinha fugido.

Record: Sem qualquer falta. Já nos descontos os jogadores do Sporting voltam a pedir penálti, desta vez num choque de Viola com Jardel. Não há qualquer falta. O avançado tenta passar por onde está Jardel que, obviamente, não deixa. Ganhou o mais forte.