É com a máxima concentração e respeito que o técnico do Sp. Braga, José Peseiro, encara o duelo com a AD Oliveirense, a contar para a 3ª eliminatória da Taça de Portugal. Um troféu que os arsenalistas venceram na temporada transata, curiosamente ao seu atual treinador, na altura ao serviço do FC Porto.

"É um jogo de responsabilidade máxima porque temos de vencer, não há outro resultado. Esperamos um adversário valoroso, que encaramos com máximo respeito, mas faz todo o sentido entendermos que depende mais de nós a passagem desta eliminatória", vincou o técnico. "Temos de defender um troféu que é histórico para o Sp. Braga. Vamos defrontar um adversário com menos recursos do que nós, portanto, faz sentido que nos sintamos melhores", frisou.

Apesar da diferença qualitativa entre as duas formações, José Peseiro admite haver cautelas para evitar surpresas. "A AD Oliveirense não tem nada a perder, mas sim tudo a ganhar. Só há surpresas quando a equipa que é melhor, e o Sp. Braga é melhor, não sente a responsabilidade do jogo e não se foca", alertou o treinador, de 56 anos, afastando um clima de desconcentração, devido à proximidade do jogo com o Konyaspor, para a Liga Europa: "Não, não pode, nem deve. Estamos desejosos de jogar porque o pior que pode acontecer a uma equipa é estar muito tempo sem competir. A presença, mais uma vez, nas finais das Taças em Portugal é um objetivo que foi colocado no início da época."


Autor: Tiago Ribeiro