José Mota, treinador do Feirense, considerou esta quinta-feira que a sua equipa terá de manter a atitude apresentada nos jogos anteriores para derrotar o Nacional no sábado, em jogo referente à 6.ª jornada da Liga NOS 

Na antevisão do jogo no Estádio Marcolino de Castro, José Mota admite que a confiança e motivação dos jogadores estão altas, depois da vitória diante do Boavista (1-2), mas continua a pedir concentração ao plantel.

"Quando se ganha é sempre mais fácil preparar o próximo jogo e a sequência de duas vitórias trouxe mais confiança ao grupo e as semanas são encaradas com maior determinação. Este grupo compreende as situações. Não é eufórico nas vitórias e também não se esconde das derrotas e quer demonstrar que tem qualidade e competência", revela.


Para o treinador do Feirense, o Nacional será um adversário com capacidades para criar dificuldades e a sua classificação não corresponde à qualidade da equipa.

"É um adversário tradicionalmente difícil quando joga fora de casa, porque é uma equipa que joga com grande inteligência. Conhecemos a forma como o treinador do Nacional gosta de impor o seu futebol e de forma eficaz, como tem feito ao longo dos anos. Organiza-se bem em termos defensivos e tem jogadores rápidos. Vai criar-nos dificuldades nas transições e temos de ser uma equipa compacta e inteligente. O Nacional tem muita qualidade coletiva e individual e num patamar acima da posição que ocupa no campeonato. É uma equipa que tem qualidade e liderança", refere.

José Mota admite ainda que não deverá proceder a alterações no 'onze' relativamente ao jogo com o Boavista, apesar de Tiago Silva e Luís Aurélio terem treinado condicionados durante parte da semana.

"Sabemos o trabalho que temos desempenhado e os jogadores têm assimilado o que pretendemos. Quando assim é, e quando todos funcionam como equipa, não faz sentido estar a alterar uma equipa compacta e que está ciente do que tem de fazer. Em princípio não haverá alterações para o próximo jogo", afirmou.

O Feirense ocupa o sétimo lugar da Liga NOS, com nove pontos e defronta o Nacional, 16.º, com três pontos, a partir das 16:00 de sábado, com arbitragem de Jorge Ferreira, da AF Braga.

Autor: Lusa