Daniel Ramos é o alvo número 1 do Marítimo para suceder a Paulo César Gusmão no comando técnico da equipa. Mas para isso é preciso chegar a um acordo com o Santa Clara, que pede uma verba para libertar o treinador líder da 2ª Liga. Luís Castro foi outro nome aventado no dia de ontem, embora sem confirmação.

Segundo apurámos, em cima da mesa está um contrato até 2019 (o resto desta época mais duas) para o técnico, de 45 anos, mas o Santa Clara pede uma indemnização de cerca de 50 mil euros, correspondente aos vencimentos da equipa técnica até final da temporada. A SAD maritimista está a analisar a proposta e deverá tomar uma decisão nas próximas horas.

Vontade


À margem das comemorações do 106º aniversário do Marítimo, Carlos Pereira acabou por deixar escapar uma mensagem de elogio ao técnico. "Daniel Ramos é um treinador que tem tido um percurso excelente", sublinhou. Embora sem confirmar o seu alvo, o líder insular referiu que está a negociar com um técnico no ativo. "Vamos aguardar que a negociação chegue a bom termo. Depende do treinador, que já demonstrou muita vontade em treinar o Marítimo, bem como do clube a que está vinculado", adiantou.

O rumo dos verde-rubros está traçado. "Queremos um treinador ganhador, que seja português e conhecedor do futebol nacional", frisou, avançando ter outras alternativas em carteira. *

Autores: Gonçalo Vasconcelos e Luís Pedro Silva