O presidente do Gafanha revelou que Pinto da Costa mostrou abertura quanto à possibilidade de o FC Porto abdicar da sua parte da receita do jogo de ontem ou então compensar o clube do Campeonato de Portugal de outra forma. "Falei com o senhor Pinto da Costa e ele disse que iria estudar a situação e ver o que podia fazer. Neste momento não há nada de concreto. Ficou a porta aberta, através desta verba ou de outras contrapartidas", referiu João Paulo Ramos.

Em relação ao jogo, ficou o orgulho pelo Gafanha: "Foi um jogo bonito, em que ambas as equipas dignificaram o futebol. O Gafanha entendeu que FC Porto tem maior poderio, mas também teve oportunidades para marcar."