Nuno Espírito Santo fez esta quarta-feira a antevisão à partida com o Boavista, agendada para esta sexta-feira (19 horas), garantindo foco total no embate com os axadrezados. Porém, o técnico ainda recordou o empate na última jornada em Tondela (1-1), referindo-se concretamente à arbitragem de Hugo Miguel, que mereceu críticas por parte dos dragões.

"Quando nos sentimos injustiçados não nos podemos calar. O FC Porto não o fez e nunca o fará. É importante que, quando se justifique, manifestemos a nossa opinião, sem nunca colocar em causa a honra dos árbitros. São coisas que não podemos deixar passar em claro quando sentimos que somos prejudicados", começou por dizer o técnico.

"O FC Porto confia na competência dos árbitros. Em Tondela, estamos conscientes de que fizemos o suficiente para vencer, mas também estamos cientes que a responsabilidade de não o termos conseguido é nossa", rematou.

Autor: Ricardo Granada