Nuno Espríto Santo comentou desta forma a vitória do FC Porto no terreno do Club Brugge, por 2-1, numa partida decidida nos descontos com um penálti convertido de André Silva.

Foi assim que os juniores do FC Porto viveram o golo de André Silva
"Foi uma demonstração de uma equipa que não se rende, que acredita até ao final. Apesar de não termos entrado como pretendíamos, o golo deles acabou por melhorar o nosso jogo. Depois, na 2ª parte, fomos totalmente controladores e dominadores. Acreditámos sempre no empate e na vitória. E felizmente conseguimos", analisou o técnico portista.

"Os jogadores que saíram do banco entraram bem. A ideia era essa, que empurrassem a equipa. Acabámos depois por conseguir concretizar essa superioridade", observou.

"O André Silva tem batido os penáltis e tem concretizado. Parabéns para ele, mas prefiro salientar o trabalho de toda a equipa. Já não é a primeira vez que estamos em situações complicadas e damos a volta", recordou.

Autor: Bruno Fernandes