Face à necessidade que o FC Porto tem de regressar às vitórias, depois dos empates frente ao Copenhaga e Tondela, muitos dos olhares que vão incidir sobre o relvado do Estádio do Dragão no jogo de hoje estão em André Silva. O ponta-de-lança, de 20 anos, não marca há cinco encontros, e se juntarmos a Seleção Nacional o registo sobe para os sete, e essa situação causa natural apreensão junto dos portistas.

No entanto, o dérbi da Invicta poderá funcionar como um bom tónico para André Silva, dado que foi diante do Boavista que o jovem dianteiro marcou o seu primeiro golo pela equipa principal do FC Porto. Isso foi na derradeira jornada do campeonato transato.

Motivado por esse momento e pela boa pré-época que fez, André Silva começou esta campanha em grande estilo, tendo marcado nas duas primeiras jornadas, frente ao Rio Ave e Estoril, com a Roma pelo meio, para a Champions. A partir daí os golos deixaram de constar das exibições do ponta-de-lança, que só em Tondela desperdiçou duas oportunidades flagrantes para marcar. No dérbi terá mais uma possibilidade de se redimir.

Autor: Rui Sousa