O FC Porto publicou na tarde desta segunda-feira um comunicado a dar conta da rescisão do contrato com Helton, estranhando "o ruído que tem sido feito em torno de um ato comum nesta actividade".

Segundo os azuis e brancos, a rescisão do contrato foi consumada a 15 de setembro de 2016, num documento assinado pelos administradores Adelino Caldeira e Fernando Gomes, em representação do FC Porto, e pelo próprio Helton, conforme se pode confirmar pela imagem que ilustra o comunicado.

A missiva termina garantindo que Helton "compreendeu e subscreveu" a opção técnica tomada por Nuno Espírito Santo de não contar com o guarda-redes esta temporada, o que levou ao fim da ligação contratual entre as partes.

Autor: João G. Oliveira