Já se sabe que um avançado vive de golos e Laurent Depoitre não chegou propriamente ao Dragão com a cotação em alta, de tal forma que já estava a ser olhado com alguma desconfiança pela exigente plateia azul e branca.

Por isso mesmo, o golo de ontem pode ter um significado importante na carreira do belga de 27 anos no FC Porto, aproveitando bem o momento para abrir a sua conta mesmo em cima do fecho da partida com o Gafanha.

Esta época, assinale-se, Depoitre já tinha feito um golo, mas ao serviço do Gent, frente aos romenos do Viitorul Constanta, na 3ª pré-eliminatória da Liga Europa.

Este foi, de resto, o 9º jogo da temporada para Depoitre, o 6º com a camisola dos dragões, depois de ter sido rendido no empate em Tondela, há um mês.

Depoitre entra finalmente na lista dos marcadores dos dragões em 2016/17, com os 6 de André Silva ainda à cabeça, sendo que ontem Jesús Corona igualou os 3 de Diogo Jota (todos no último jogo, na Choupana). O mexicano atingiu os 11 golos desde que veste a camisola dos dragões, isto em 45 jogos, igualando o mesmo número de golos da sua última época pelos holandeses do Twente, com 31 jogos em 2014/15.

Jesús Corona, aliás, estreou-se ontem a marcar em jogos da Taça de Portugal, sendo que em boa verdade o extremo mexicano tinha sido utilizado num só jogo nesta prova, no triunfo na Feira, da época passada, onde curiosamente Corona também entrou em campo aos 65 minutos.

O internacional mexicano também marcou ao Rio Ave esta época e tinha marcado pela última vez há um mês e meio, no célebre jogo do Estádio Olímpico de Roma que representou o apuramento dos dragões para a fase de grupos da Champions. 


Autor: António Mendes