Foco total na Liga dos Campeões, mas sem descurar o campeonato. É desta forma que o Benfica encara esta deslocação a Kiev, onde quarta-feira defronta o Dínamo, num jogo importante para as aspirações encarnadas. Isto faz, aliás, com que os tricampeões nacionais mudem os habituais planos de viagem logo após o encontro.

Desta vez, e numa lógica de privilegiar o descanso, mas, acima de tudo a recuperação, Rui Vitória decidiu que o melhor era pernoitar na capital da Ucrânia e só viajar no dia seguinte, após uma sessão de trabalhos, que terá lugar num dos campos do Complexo Desportivo Nacional Olímpico. O motivo é facilmente compreensível e tem a ver com o facto do Benfica jogar domingo, no Restelo.

Se viajasse logo após o encontro com o Dínamo Kiev, e tendo em conta que a viagem demora mais de 5 horas, a equipa encarnada chegaria a Lisboa a altas horas da madrugada, o que impossibilitaria Rui Vitória de dirigir um treino matinal. A quinta-feira seria um dia destinado ao descanso e foi isto que os responsáveis quiseram evitar, tendo em conta que o calendário não permite grandes pausas.

Por isso mesmo, o staff técnico das águias decidiu que o melhor era ficar em Kiev e realizar um treino de recuperação na quinta-feira, viajando depois para Lisboa, onde a comitiva chegará ao final da tarde. Desta forma, o dia não será dado como perdido em termos de trabalho e na sexta-feira, antevéspera do desafio com o Belenenses, os jogadores irão realizar os habituais treinos, mas já sem pausas.

Chegada tardia

O Benfica ainda treina hoje no Seixal, viajando ao início da tarde para Kiev, onde vai chegar já perto das 22h30 locais, mais duas horas do que em Portugal. Para amanhã, pelas 17h30, está prevista uma sessão de trabalhos no NSK Olympiyskyi, recinto que vai acolher o encontro entre o Dínamo Kiev e os campeões nacionais. Às 18h45, Rui Vitória e um jogador falam à imprensa.


Autor: Vanda Cipriano