Sporting e Benfica discordaram da decisão do Conselho de Disciplina (CD) em arquivar o 'caso dos vouchers'. Por isso, ambos apresentaram recurso no Tribunal Arbitral do Desporto (TAD), com a curiosidade de os dois processos terem dado entrada no mesmo dia.

A 15 de junho, duas semanas depois de ser conhecida a decisão do pleno do Conselho de Disciplina que encerrava de vez o 'caso dos vouchers' no âmbito da Justiça federativa, os dois clubes deram entrada com processos no TAD.

Os leões discordavam que o CD não tivesse punido o Benfica pelas ofertas a árbitros, delegados e observadores, recorrendo da decisão de 1 de junho.

Já os encarnados, apresentaram recurso da decisão de 27 de janeiro, que tinha determinado não haver razão para punir Bruno de Carvalho por lesão da honra e reputação.

Record sabe que as partes já foram ouvidas, tanto a FPF (foi um órgão seu, o Conselho de Disciplina, que tomou as decisões agora recorridas), como os clubes. A decisão deverá ser conhecida dentro de pouco tempo.


Autor: Sérgio Krithinas