O negócio de Luís Fariña e Ricky Centurión continua num impasse mas o presidente do Racing Avellaneda, Gastón Cogorno, está a fazer a sua parte e ontem, em declarações ao diário “Olé”, voltou a fazer alguma pressão junto do Benfica.

“O mercado de inverno na Europa fecha a 31 de janeiro e por isso ainda há tempo. No entanto suponho que da parte do Benfica não querem correr riscos até porque sabem que há outros clubes que estão interessados nos nosso jogadores”, vincou o líder.

As águias estão interessadas em garantir os serviços de Fariña, de 21 anos, já no próximo mês de Janeiro e pretendem que Centurión, de 19 anos, venha apenas em julho, já que existem várias soluções para as alas do meio-campo, posição onde alinha este último futebolista.

As conversas entre os dois clubes já decorrem há alguns dias, mas os responsáveis pelo emblema de Avellaneda ainda esperam por uma proposta formal e pelo esclarecimento quanto às formas de pagamento.

Aliás esta questão já foi recordada nos últimos dias pelos dirigentes do Racing em mais uma tentativa de incitar os encarnados a darem um passo decisivo nas negociações.

No entanto e apesar destas sucessivas tentativas de pressão, Gastón Cogorno salientou que o emblema atravessa uma fase de grande prosperidade económica, a “melhor dos últimos 40 anos”.

Reforços

Mesmo garantindo que a direção vai fazer tudo o que estiver ao seu alcance para manter Centurión e Fariña, o presidente adiantou que caso os jogadores saiam a sucessão vai estar garantida.

“Existem muitas coisas que temos de ter em conta para tomar uma decisão. E vamos tentar não cometer qualquer erro. No entanto pensamos sempre o melhor para o clube e se estes jogadores saírem vamos trazer reforços de elite”, garantiu. Note-se que nos últimos dias têm sido avançados vários nomes para substituir Fariña, um dos futebolistas mais talentosos do Racing. Para já o negócio com o Benfica ainda não está concluído mas é provável que nos próximos dias existam avanços significativos.

Agente de Centurión diz que ainda é cedo para rumar à Europa

• A vontade do Benfica é que Centurión venha apenas na próxima temporada e este parece ser também o desejo do jogador. “Entendemos que deve amadurecer no Racing. Isso seria o ideal. Deve disputar pelo menos mais 20 jogos no campeonato argentino, que é exigente. O melhor é ficar até porque tem o apoio dos companheiros e treinador”, disse o agente do futebolista, Eduardo Rosseto, que augura um futuro promissor para o esquerdino. “Estamos a falar de um craque que precisa, no entanto, de amadurecer”, referiu. O agente revelou ainda que até agora só recebeu uma proposta de Portugal e oriunda do FC Porto.


Temas