Bruno de Carvalho alertou esta terça-feira que o caso Vouchers não pode ser esquecido, pedindo ao Benfica que tenha a noção que há mais informação do que aquela que é libertada pelos comentadores afetos às águias.

"Não podemos olhar para este assunto e esquecê-lo. Não podemos olhar e passar uma borracha e fingir que nada se passou, porque se passou. É lógico que as instâncias têm de fazer o seu trabalho mas não podemos escamotear as coisas e uma instituição com a dimensão do Benfica, quando faz um comunicado, deve ter a noção clara de que o Mundo nem começa nem acaba na 2.ª Circular. E quando os seus comentadores levam informação muitas vezes inventada, nunca se esqueçam de que há mais informação no Mundo, por isso nada do que está desencadeado partiu do Benfica. Nada parte da boa vontade do Benfica, espero que se tenha a coragem de levar este assunto ate às últimas consequências", frisou Bruno de Carvalho em conferência de imprensa.

"Aconteça o que acontecer, a única coisa que tenho pelas informações que possuo é dar os parabéns e espero que a equipa de investigação continue o trabalho de forma isenta e corajosa, como tem feito", desejou o dirigente.

Por fim, Bruno de Carvalho disse esperar que o futebol português "um dia acorde": "A verdade é que o único clube que vejo nos últimos anos a baixar o passivo é o Sporting e gostava muito que o futebol mudasse, mas não é desta forma, com este comportamento semanal de falta de responsabilidade por parte das instituições. Espero que isto termine e o futebol português um dia acorde".

Autor: Luís Miroto Simões