Pedro Albergaria, guarda-redes do Vizela, da 2.ª Liga e que no domingo eliminou o Moreirense da Taça de Portugal, não sofre golos desde 29 de agosto, há seis jogos, o equivalente a 540 minutos.

Aos 35 anos, o guardião, formado no Boavista e a cumprir a sua terceira época no Vizela, tem-se destacado entre os postes de uma formação que sofreu o último golo na visita à Academia de Alcochete, num jogo da quinta jornada, em que bateu o Sporting B por 2-1.

Totalista nos dez jogos disputados esta época pela equipa minhota na 2.ª Liga, Pedro Albergaria detém ainda mais dois registos imaculados: na Taça da Liga, triunfo por 1-0 frente ao Fafe, na primeira fase, e o mesmo resultado, no domingo, diante do Moreirense, na terceira eliminatória da Taça de Portugal.

Ao todo, o antigo internacional Sub-18 soma 12 jogos, 1.080 minutos e apenas sete golos sofridos, o que dá uma média de 0,58 golos por jogo.

Em declarações à agência Lusa, o guarda-redes confessou-se "contente" pelo desempenho no que considerou ser "o melhor início de época" que já teve.

"Se calhar, esta época chega com algum tempo de atraso, mas mais vale tarde do que nunca", disse o guarda-redes, que confessou em anos anteriores ter "pensado em acabar a carreira".

Admirador do antigo guarda-redes do Sporting e da seleção da Dinamarca, Peter Schmeichel, Pedro Albergaria disse preferir "ganhar por 5-4 do que empatar 0-0", pelo que a questão de superar o registo alcançado "é algo que não entra em campo" com ele.

Aos 35 anos, o jogador, que tem contrato com a formação minhota até ao final da temporada, garantiu à Lusa que vai continuar a jogar, pelo menos, "mais uma época".

O Vizela está no sétimo lugar, com 17 pontos, e visita na quarta-feira o Sporting da Covilhã, às 16:00, em partida da 11ª jornada da 2.ª Liga.

Autor: Lusa