O Portimonense venceu esta quarta-feira fora o Fafe, por 2-0, e assumiu provisoriamente a liderança da II Liga após oito jornadas, num jogo decidido nos primeiros sete minutos.

Muita velocidade nos corredores e qualidade dos executantes ajudam a explicar o triunfo dos algarvios, consubstanciado com golos de Amilton, um quebra-cabeças enquanto esteve em campo, aos três minutos, e de Pires, aos sete, a consolidar o estatuto de goleador-mor do campeonato, agora com oito tentos.

A entrada demolidora no jogo mostrou um Portimonense que parece de outro campeonato, em todos os momentos de jogo, mas é também essa consciência de superioridade que pode causar dissabores aos algarvios, este ano orientados pelo treinador das subidas Vítor Oliveira.


Amilton, na direita, e Tabata, bem apoiado por Lumor na esquerda, funcionaram como 'setas' no ataque dos algarvios, em apoio a Pires, o elemento mais adiantado, e foi a grande velocidade que o Portimonense chegou à vantagem de dois golos.

No primeiro tento, Amilton surgiu sem marcação na direita e, já na área, rematou cruzado. No segundo, Tabata combinou na esquerda com Lumor e este centrou para Pires fazer a emenda.

O Fafe, ainda sem vencer nos jogos disputados como visitado em Felgueiras, casa emprestada enquanto decorrer trabalhos de melhoramento no seu relvado, foi apanhado de surpresa e, em rigor, não revelou capacidade para contrariar a qualidade do opositor, mas a superioridade acabou por fazer os algarvios 'desligarem'.

Com o decorrer dos minutos, o Portimonense passou a viver quase exclusivamente de iniciativas individuais e o Fafe, uma equipa aguerrida que nunca vira a cara à luta, aproveitou para criar perigo e ficou perto de reencontrar na discussão do resultado, mas Silvestre, por duas vezes, e Alan Junior não foram felizes na finalização.

A fechar o primeiro tempo, Paulinho, em mais uma ação individual, quase fez o terceiro e sentenciou o jogo, que também podia ter surgido no segundo tempo, novamente para o Portimonense, mas Marçal opôs-se com duas boas intervenções.

Neste período, o Fafe só ficou perto do tento de honra já nos descontos, numa saída em falso do guarda-redes Ricardo Ferreira, mas o 'chapeú' de Alan Junior 'morreu' nos centrais algarvios.

Com este resultado, o Portimonense, que continua sem perder no campeonato, assumiu a liderança provisória, com 20 pontos (o Santa Clara tem 19, mas joga com o Vizela a nove de outubro), enquanto o Fafe, derrotado pela segunda vez na prova, mantém 10 e um lugar na primeira metade a classificação.

Jogo disputado no Estádio Municipal Dr. Machado de Matos, em Felgueiras.

Fafe - Portimonense, 0-2.

Ao intervalo: 0-2.

Marcadores:

0-1, Amilton, 3 minutos.

0-2, Pires, 07.

Equipas:

- Fafe: José Marçal, Vasco Cruz, Materazzi, Agostinho Carvalho, João Carneiro, Ricardo André, Landinho, Silvestre (Joãozinho, 59), Pedro Pereira (João Nogueira, 76), Alan Júnior e Leandro Borges (André Mesquita, 61).

(Suplentes: Fred, Marco André, Lytvin, Joãozinho, João Nogueira, Evandro Brandão e André Mesquita).

Treinador: Agostinho Bento.

- Portimonense: Ricardo Ferreira, Ricardo Pessoa, Jadson, Lucas, Lumor, Marcel, Ewerton, Amilton (Wilson Manafá, 78), Paulinho (Pedro Sá, 69), Bruno Tabata (Zambujo, 84) e Pires.

(Suplentes: Carlos Henriques, Ivo Nicolau, Arrondel, Wilson Manafá, Pedro Sá, Gustavo e Zambujo).

Treinador: Vítor Oliveira.

Árbitro: Rui Costa (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Pedro Pereira (30), Lumor (44), Materazzi (58), Marco André (79), João Nogueira (80) e André Mesquita (82).

Assistência: Cerca de 400 espectadores.

Autor: Lusa