O treinador do Tondela, Petit, considerou esta sexta-feira que uma equipa com a mesma atitude apresentada no jogo com o FC Porto pode pontuar na Madeira, frente ao Marítimo no domingo, na sexta jornada da Liga NOS (16 horas).

Na antevisão do jogo entre os dois últimos classificados, o treinador admitiu que a confiança e motivação estão altas, depois do empate com o FC Porto (0-0), mas diz esperar "um jogo difícil" no Funchal, frente a um adversário que vive uma mudança de treinador, com a chegada de Daniel Ramos para substituir Paulo César Gusmão.

"Na Madeira, pela qualidade dos adversários e até pelo clima, os jogos são sempre muito difíceis, mas acreditamos num bom resultado e que o empate frente ao FC Porto possa ter sido um clique para os jogos que se seguem", revelou.


Para o treinador do Tondela, o Marítimo "é um adversário com bons jogadores" e a mudança de treinador pode ser uma motivação extra para os madeirenses.

"É sempre mau quando vemos um colega de profissão deixar um clube, mas nós estamos focados na nossa equipa e acreditamos no nosso valor e no trabalho que estamos a fazer. Acima de tudo, espero que a nossa equipa mantenha o caráter, a atitude e a intensidade que demonstrámos contra um candidato ao título no último jogo que fizemos, e queremos ir buscar pontos à Madeira", referiu.

Sobre as alterações que tem feito no onze nos cinco jogos já realizados e de ter apresentado mais que um sistema tático, Petit desvalorizou e disse que "é normal numa equipa nova".

"Desde a pré-época, temos vindo a trabalhar dois sistemas táticos, até porque os adversários e os jogos podem sempre ditar a forma como temos de jogar e de nos adaptar durante a partida", afirmou Petit. "Confio muito nos meus jogadores e na forma como temos vindo a trabalhar. E a adaptação dos jogadores ao trabalho e às ideias que temos está a ser muito boa", acrescentou.

Autor: Lusa