Um golo de Gonçalo Abreu, aos 76 minutos, permitiu esta quarta-feira a vitória ao Penafiel na receção ao Gil Vicente, derrotado pela segunda vez no campeonato, num jogo fraco da 11.ª jornada da 2.ª Liga.

O ala do Penafiel marcou de livre direto, num lance em que o Gil Vicente colocou 11 jogadores na sua área, e deu alguma justiça ao resultado, num jogo em que os locais assumiram sempre a iniciativa e atacaram mais, nem sempre bem, face a uma equipa que apenas não quis perder.

As duas equipas entraram em campo com muitas alterações nos onzes relativamente à eliminatória da Taça de Portugal, no fim de semana, nos dois casos após 120 minutos, mas o que se viu foi uma equipa do Gil Vicente de clara 'tração atrás', mais interessada em não sofrer e a trocar a bola para o lado e para trás.

O Penafiel, por sua vez, demorou algum tempo a perceber a forma de jogar do adversário, mas aos poucos chamou a si as despesas e começou a explorar os corredores, com Gonçalo Abreu e Wellington a ganharem facilmente a bola nas costas dos defesas contrários.

As situações de perigo junto das duas balizas rarearam e, na primeira parte, apenas Touré, aos 30 minutos, contra a corrente do jogo, ameaçou o golo, num lance em que apareceu isolado pela direita, mas o guarda-redes local levou a melhor.

A superioridade do Penafiel acentuou-se no segundo tempo, com o Gil a não revelar capacidade para ter a bola e a recuar linhas, e após várias ameaças, quase sempre em centros a partir dos corredores laterais, os locais chegaram ao merecido golo, por Gonçalo Abreu, que se estreou a marcar, após falta sobre Fernando à entrada da área.

Só a partir dessa altura, o Gil Vicente, que detinha um recorde de empates no campeonato (sete) e apenas uma derrota (1-0 no reduto do Santa Clara), tentou 'crescer' e procurou o empate, mas os locais souberam gerir a vantagem, que lhes valeu a subida ao quinto lugar, agora com 19 pontos, mais três do que os minhotos.

Jogo disputado no Estádio 25 de Abril, em Penafiel.

Penafiel-Gil Vicente, 1-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcador:

1-0, Gonçalo Abreu, 76 minutos.

Equipas:

- Penafiel: Ivo Gonçalves, Kalindi, João Paulo, Pedro Ribeiro, Daniel Martins (Fernando, 66), Romeu Ribeiro, Rafa Sousa (Hélio, 84), André Fontes, Wellington, Fábio Fortes (Diouf, 90+2) e Gonçalo Abreu.

(Suplentes: Coelho, Diouf, Edú, Hélio, Fernando, Danilo e Fidelis).

Treinador: Paulo Alves.

- Gil Vicente: Júlio Neiva, Pedro Lemos, Jefferson, Luiz Eduardo, Vançan, Strasser (JP, 80), Alphonse, Arthur (Toro, 85), Dybal (Reko, 64), Abou Touré e Paulinho.

(Suplentes: Vozinha, Sandro, Henrique, Reko, Toro, Brou e JP).

Treinador: Álvaro Magalhães.

Árbitro: Manuel Oliveira (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo a Luiz Eduardo (75), JP (81) e Wellington (83).

Assistência: Cerca de 300 espectadores.

Autor: Lusa