O Egito eliminou a Itália, em Cali, por 4-3 (após prolongamento), causando mais uma enorme sensação nos oitavos-de-final do Mundial de futsal.

Foi um jogo de extremo equilíbrio no marcador, com uma primeira parte nivelada em termos de oportunidades e de domínio.

Já no segundo tempo e no prolongamento pertenceu à Itália o maior caudal ofensivo, com mais posse e mais perigo, sobressaindo a soberba exibição do guarda-redes egípcio Abdelnaser.


A equipa africana, de uma entrega e generosidade sem limites, acabaria por fazer o quarto golo a pouco mais de dois minutos do final do prolongamento, protagonizando assim a segunda grande surpresa deste Mundial, com a saída de prova da Itália.

A seleção egípcia mede forças com a Argentina, nos quartos-de-final do próximo domingo, em Medellín.

Autores: Rui Almeida, Cali, Colômbia

Temas