João Palhinha, médio formado no Sporting e que foi cedido esta época ao Belenenses, estreou-se ontem a marcar na Liga principal, afirmando-se também como um dos totalistas dos azuis juntamente com Ventura e Florent. A evolução evidenciada desde que atua ao mais alto nível leva Miguel Leal, treinador que o lançou no Moreirense na Liga NOS, em 2015/16, a ter uma certeza: "Palhinha vai afirmar-se no Sporting e no futebol português."

O treinador não está surpreendido com o papel que o médio tem assumido no Belenenses e lembra a experiência no Moreirense, onde Palhinha contabilizou 29 jogos. "Na época passada revelava debilidades próprias da fase que atravessava, mas mostrou sempre espírito de entrega. Jogou muito porque trabalhava bastante, ofensiva e defensivamente", explica.

No sábado, em Guimarães, com Miguel Leal a ver, as virtudes detetadas na época passada revelaram-se aprimoradas. "Está mais tranquilo no posicionamento e no controlo de bola. Fez um golo, o que nem é a sua especialidade, mas que pode ser um fator a explorar devido à sua estatura", frisa. Quanto à influência que Palhinha pode ter no Restelo, Miguel Leal remete a resposta para o técnico dos azuis, mas está certo que "jogadores que treinem tão bem e sejam tão dedicados não são fáceis de encontrar".


Autor: João Pedro Abecasis