A Seleção Nacional feminina quer continuar a fazer história. A equipa chegou, ontem à noite, ao aeroporto de Lisboa, depois do brilhante apuramento para o playoff de acesso ao Europeu ao derrotar a Rep. Irlanda por 1-0, mas no pensamento do grupo está já o duplo compromisso frente à Roménia.

O treinador Francisco Neto não esconde o orgulho pela proeza, mas sabe das dificuldades que vai ter agora pela frente. "Conseguimos algo que ambicionávamos: bater o recorde de pontos, chegar ao playoff e, sobretudo, continuar na luta para alcançar o Europeu. Vamos ter dois jogos complicados frente a uma Roménia muito forte, agressiva e com uma enorme disponibilidade", afirmou, sublinhando a importância do trabalho feito: "Para a Seleção chegar a este nível, as coisas não surgem por acaso. O trabalho feito ao longo dos anos tem proporcionado estes momentos e tudo isto pode culminar no Europeu."

Uma opinião partilhada por Matilde Fidalgo. "Finalmente estamos a ver o nosso trabalho recompensado com resultados. Mas estamos cientes de que não estamos onde queremos, ainda temos o playoff pela frente. Agora temos de nos concentrar para os próximos dois jogos", disse a defesa.


A responsável da FPF pelo futebol feminino, Mónica Jorge, salienta a importância desta conquista. "Temos crescido degrau a degrau e este é um momento importante. Agora vem o próximo, que é mais difícil, mas o espírito desta equipa é forte e estamos com fé que podemos alcançar o objetivo", rematou. 

Autor: Bruno Dias