O Gil Vicente, da 2.ª Liga, qualificou-se este domingo para a quarta eliminatória da Taça de Portugal depois de vencer o Casa Pia, do Campeonato de Portugal, por 4-1, na marcação de pontapés da marca de grande penalidade.

Durante os 120 minutos de jogo, o futebol praticado foi de fraca qualidade e oportunidades para fazer golos não apareceram.

Apesar de militar em escalão inferior ao do adversário, o Casa Pia apareceu com grande personalidade e não teve qualquer problema em assumir o domínio dos acontecimentos, sem, no entanto, criar situações de perigo.

Os locais, algo adormecidos, sentiram grandes dificuldades em chegar à área contrária e o primeiro remate que efetuaram à baliza de André Paulo aconteceu aos 36 minutos, por Paulinho.

A um minuto do intervalo, uma contrariedade para o Gil Vicente: Bruno Silva lesionou-se e teve que ceder o seu lugar a Henrique.

Na segunda parte, foram os barcelenses a apareceram melhor organizados e a dominarem completamente os acontecimentos, sem criarem, no entanto, uma única oportunidade.

Os lisboetas, por seu lado, defenderam-se bem e o nulo manteve-se até ao final dos 90 minutos, sendo necessário recorrer a tempo extra.

No prolongamento, o jogo só teve um sentido, pois o Casa Pia recuou para o seu meio campo, defendendo-se o melhor que pôde, tentando levar a decisão para as grandes penalidades. Aí os gilistas foram mais fortes e concretizaram todas as que dispuseram.

Jogo no Estádio Cidade de Barcelos.

Após prolongamento: 0-0.

Grandes penalidades: 4-1.

1-0, Reko.
1-1, João Coito.
2-1, Paulinho.
2-1, Sócrates permite defesa de Vozinha.
3-1, Luís Eduardo.
3-1, Mário Costa atira ao poste.
4-1, Jonathan.


Gil Vicente: Vozinha, Pedro Lemos, Sandro, Luiz Eduardo, Bruno Silva (Henrique, 44), Alphonse, Reko, Arthur, Paulinho, Ragelli (João Pedro, 75) e Abou Toure (Jonathan, 86).

Suplentes: Ivan, Yan Victor, João Pedro, Jonathan, Henrique, Dybal e Bou.
Treinador: Álvaro Magalhães.

Casa Pia: André Paulo, João Damil, Mário Costa, Bruno Lourenço, Vinícius Trinca, João Coito, Pedro Ganhão, Sandro (Ricardo, 70), Diogo Santos (Bailão, 112), José Júnior (Fábio Pala, 84) e Sócrates.

Suplentes: Miguel Soares, Fábio Pala, Zinho, Bailão, Bruno Teixeira, Ricardo e Márcio Augusto.
Treinador: Tiago Zorro.

Árbitro: Luís Máximo (Castelo Branco).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Sandro (Casa Pia) (08), Paulinho (24), Alphonse (44), Abou Toure (63), Luís Eduardo (67), João Coito (88) e João Pedro (90+2).

Espectadores: 386 espetadores.

Autor: Lusa