O Estado Islâmico proibiu os habitantes das regiões que controla no Iraque de usarem camisolas de clubes das marcas Nike e Adidas, segundo relata o 'Daily Mirror'. Quem não cumprir será punido com 80 chicotadas.

A organização terrorista tem distribuído panfletos pela população onde destaca a proibição das referidas marcas, particularizando a norma com clubes como Real Madrid e Barcelona e também seleções como Estados Unidos e França.

O repúdio pelo futebol por parte do Estado Islâmico não é de agora, dado que os radicais veem o futebol como uma prática ocidental, ofensiva à crença da organização.

Autor: Luís Miroto Simões