Benfica frente ao V. Setúbal
APRECIAÇÃO À EQUIPA
segunda-feira, 30 maio de 2005 | 03:30
Autor: LUÍS PEDRO SOUSA
 

NUNO ASSIS (3). Longe de realizar boa exibição, acaba por se destacar devido à falta de inspiração dos companheiros. Esteve em evidência bem cedo, ao desmarcar Geovanni no lance do penalty. Protagonizou uma ou outra combinação interessante no final da primeira parte e revelou, de quando em vez, mobilidade e poder de drible, apesar da marcação apertada de Ricardo Chaves. Infelizmente para ele, e talvez para a equipa, Trap tem quase sempre a mesma substituição na algibeira, pelo que saiu prematuramente quando era o mais inconformado do ataque.


MOREIRA (2). Não teve um regresso auspicioso. Sem culpas no primeiro golo, em que foi atraiçoado pelo desvio de Rocha, foi um dos co-responsáveis pelo tento da vitória sadina. É verdade que o tiro de Ricardo Chaves foi potente, mas não devia ter soltado a bola para a frente. Sem marcação, Meyong não lhe perdoou tal deslize.


MIGUEL (3). Começou a partida de forma algo tristonha. Sem vocação ofensiva, sentiu também problemas na cobertura do flanco. Após o intervalo, soltou-se um pouco mais. Participou com maior regularidade nas jogadas de ataque, embora o desempenho nunca tenha ultrapassado a fasquia do razoável.


ALCIDES (2). Uma primeira meia hora de grande nível. Autoritário na marcação e intransponível no jogo aéreo. A partir de então, começou a errar passes e a fazer alívios defeituosos. Enervou-se, perdeu confiança e manteve essa bitola no segundo tempo. No golo de Meyong, por outro lado, também não esteve isento de culpas. Ou ele ou Rocha deviam ter vigiado o camaronês.


RICARDO ROCHA (2). Talvez um dos piores jogos da época. No tento do empate desviou o remate de Manuel José, colocando a bola fora do alcance de Moreira. No de Meyong tem de repartir responsabilidades com Alcides no que à marcação diz respeito. Nessa fase, ele e o brasileiro vigiavam à vez o avançado.


FYSSAS (1). O grego não se pode queixar de cansaço mas de falta de ritmo competitivo. Esteve demasiado permissivo na defesa, perante Éder e Manuel José. Errou passes e revelou uma instabilidade gritante. Não deu alternativa a Trapattoni, que cedo se viu forçado a “queimar” uma substituição, trocando os laterais-esquerdos.


PETIT (3). Muito confinado a missões defensivas, teve um duelo interessante com Jorginho, com quem ganhou e perdeu lances durante a primeira parte. Após o intervalo, não se preocupou apenas com o brasileiro e realizou com sucesso relativo o habitual trabalho de sapa a meio-campo.


MANUEL FERNANDES (2). Com Petit recuado, cabia-lhe a primeira fase de construção de jogo. Sem condição física, constituiu presa fácil para a teia que o V. Setúbal montou no miolo. Não conseguiu levar a equipa para o ataque e também não foi o jogador pressionante e de ritmo elevado, qualidades patenteadas ao longo da temporada.


GEOVANNI (2). Uma exibição de fogachos e com pouca consistência. Ganhou um “penalty” madrugador e ainda fez uma ou outra arrancada com algum perigo, privilegiando o centro do terreno, já que nunca conseguiu ganhar a linha de fundo a Nandinho. A defender, não foi a muleta de que Miguel necessitava, nomeadamente durante os primeiros 45 minutos.


SIMÃO (2). Transformou com serenidade o “penalty” que colocou o Benfica na frente do marcador e acabou a primeira parte em bom plano, envolvido em duas boas combinações com Nuno Assis e Geovanni. No entanto, nunca ganhou duelos a Éder, nem canalizou, principalmente depois do intervalo, o ataque do Benfica pelo flanco esquerdo.


NUNO GOMES (1). Recebeu um passe de Petit, ajudando a construir o lance da grande penalidade, o que é manifestamente escasso. À beira do intervalo, não deu a melhor sequência a dois ataques prometedores. Antes da substituição somou, num curto período, um número assinalável de maus passes e deficientes recepções de bola.


DOS SANTOS (3). Fyssas estava a jogar tão mal que o cabo-verdiano foi chamado a intervir. E a verdade é que o lateral-esquerdo tapou bem o flanco, justificando a opção que Trapattoni foi forçado a tomar. Em termos ofensivos, esteve pouco influente, até porque Simão, exausto, já não podia combinar com o defesa contratado ao Marselha.


MANTORRAS (1). Rendeu, como é da praxe, Nuno Assis. O fosso entre o meio-campo e o ataque aumentou, pelo que o angolano foi servido quase sempre através de passes longos ou com pouca precisão. Demonstrou a garra e a vontade de sempre mas, desta feita, não estavam reunidas as condições para ele ser novamente o herói.


DELIBASIC (0). Entrou ao cair do pano quando já pouco podia fazer. Teve tempo para se destacar pelos piores motivos. Envolveu-se numa quezília com os adversários e viu (apenas) o “amarelo”. Num período em que o Benfica já só despejava bolas para a área, justificava-se a presença de Karadas e não do sérvio-montenegrino.


 

Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Partilhar:
URL:
 
Pub
Partilhar
Gostou desta notícia?  Votação: 0
 
Algum erro na notícia?  Envie-nos a correção
 


  • Resultados
  • |
  • Classif.
  • |
  • Goleadores
  • |
  • Próx. jornada
3ª jornadaLiga
29/08V. Setúbal
2
-
2
Rio Ave16:15
29/08FC Porto
2
-
0
Estoril18:30
29/08Benfica
3
-
2
Moreirense20:45
30/08Tondela
1
-
0
Nacional16:00
30/08Sp. Braga
4
-
0
Boavista17:00
30/08P. Ferreira
1
-
1
Arouca17:00
30/08Académica
1
-
3
Sporting19:15
31/08Belenenses
1
-
1
Marítimo19:00
31/08U. Madeira
0
-
0
V. Guimarães21:00
SportTV1
SportTV2
SportTV3
SportTV4
TVI


SportTV5
TVI24
Eurosport 1
Eurosport 2


Benfica TV
Benfica TV2
Sporting TV


4ª jornadaLiga
11/09Benfica
-
Belenenses20:30
13/09Rio Ave
-
Sporting
13/09Nacional
-
Académica
13/09Estoril
-
Sp. Braga
13/09Moreirense
-
U. Madeira
13/09Marítimo
-
V. Setúbal
13/09Boavista
-
P. Ferreira
13/09Arouca
-
FC Porto
13/09V. Guimarães
-
Tondela
SportTV1
SportTV2
SportTV3
SportTV4
TVI


SportTV5
TVI24
Eurosport 1
Eurosport 2


Benfica TV
Benfica TV2
Sporting TV


3ª jornadaLiga
PClubePtsJVEDGolos
FC Porto732106-1
Sporting732106-3
Arouca732104-1
Benfica632017-3
Sp. Braga632016-2
V. Setúbal531208-4
Rio Ave531206-5
P. Ferreira531203-2
U. Madeira431112-2
10ºBoavista431113-6
11ºBelenenses330305-5
12ºTondela331022-3
13ºNacional331022-3
14ºEstoril331022-6
15ºMarítimo230213-4
16ºV. Guimarães230211-4
17ºMoreirense030032-7
18ºAcadémica030031-8
 
ª jornadaLiga
Golos

1
Aboubakar (FC Porto)
3
2
André Claro (V. Setúbal)
3
3
Jonas (Benfica)
3
4
Suk (V. Setúbal)
3
5
Luisinho (Boavista)
2
6
Soares (Nacional)
2
7
Vukcevic (Sp. Braga)
2
8
Alan (Sp. Braga)
1
9
Raúl Jiménez (Benfica)
1
10
Ramón Cardozo (Moreirense)
1
11
Bruno Moreira (P. Ferreira)
1
12
Rafael Martins (Moreirense)
1
13
Carlos Martins (Belenenses)
1
14
Aquilani (Sporting)
1
15
Yazalde (Rio Ave)
1
16
Rabiola (Académica)
1
17
Joan Román (Sp. Braga)
1
18
Carlos Mané (Sporting)
1
19
1
20
Maurides (Arouca)
1
21
Dyego Sousa (Marítimo)
1
22
Guedes (Rio Ave)
1
23
Herrera (FC Porto)
1
24
Miguel Rosa (Belenenses)
1
25
Samaris (Benfica)
1
26
Varela (FC Porto)
1
27
Ruca (V. Setúbal)
1
28
Ricardo Valente (V. Guimarães)
1
29
Bressan (Rio Ave)
1
30
Hassan (Rio Ave)
1
31
Adrien (Sporting)
1
32
Roniel (P. Ferreira)
1
33
Fransérgio (Marítimo)
1
34
Pedro Santos (Sp. Braga)
1
35
Breitner (U. Madeira)
1
36
Roberto (Arouca)
1
37
Luís Alberto (Tondela)
1
38
Carrillo (Sporting)
1
39
Edgar Costa (Marítimo)
1
40
Gerso (Estoril)
1
41
Élio Martins (U. Madeira)
1
42
Nuno Valente (Arouca)
1
43
Sturgeon (Belenenses)
1
44
Mitroglou (Benfica)
1
45
Crislan (Sp. Braga)
1
46
Costinha (V. Setúbal)
1
47
1
48
Gonçalo Brandão (Belenenses)
1
49
João Mário (Sporting)
1
50
Kaká (Tondela)
1
51
Léo Bonatini (Estoril)
1
52
Maicon (FC Porto)
1
53
Nélson Semedo (Benfica)
1
54
Nuno Coelho (Arouca)
1
55
Pelé (P. Ferreira)
1
56
Ruben Pinto (Belenenses)
1
57
Slimani (Sporting)
1

Bruno de Carvalho fez bem em juntar-se a Jorge Jesus quando este foi expulso?

Copyright © . Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media - Grupo Cofina. Consulte as condições legais de utilização.

Clicar para abrir layer Pretty Clicar para abrir layer Pretty