/futebol/nacional/1a_liga/pacos_ferreira/
Siga-nos em: ||| Diário especializado em desporto. Diretor: João Querido Manha
  • Benfica
  • Sporting
  • FC Porto
  • Estoril
  • Nacional
  • Marítimo
  • V. Setúbal
  • Académica
  • Sp. Braga
  • V. Guimarães
  • Rio Ave
  • Arouca
  • Gil Vicente
  • Belenenses
  • P. Ferreira
  • Moreirense
  • Penafiel
  • Boavista
Cadú: «Vamos lá "roubar" pontos!»
CENTRAL PERSPECTIVA VISITA À LUZ
quinta-feira, 8 abril de 2004 | 00:42
Autor: RICARDO VASCONCELOS E JOSÉ SANTOS
 

Enquanto houver vida, há esperança, e em Paços de Ferreira ninguém dá como perdida a luta pela permanência. Os actuais 24 pontos ficam muito aquém dos habituais 35/36 pontos que, normalmente, garantem a continuidade na SuperLiga, mas como ainda faltam cinco jornadas para o fim do campeonato - ou seja, estão ainda 15 pontos em disputa - todos acreditam ser possível um "milagre". E como a ajuda divina parece arredada da Mata Real, resta ao plantel unir-se mais do que nunca para evitar a descida.


Depois de amanhã, os pupilos de José Mota têm a primeira das cinco finais e nem mesmo pelo adversário se chamar Benfica, a confiança diminui, como explica o central Cadú: "A manutenção é difícil, mas não impossível. Temos de continuar a acreditar em nós e no nosso trabalho e vamos à Luz para "roubar" pontos", começa por referir o jovem jogador, antes de avançar com a receita para triunfar no terreno do Benfica.


"Penso que não temos feito maus jogos, mas a sorte é que não tem estado connosco. Por isso, temos de entrar em campo com a mesma postura de sempre: determinados, pressionantes e rápidos na recuperação da bola. Temos também de estar muito concentrados defensivamente e inspirados a nível ofensivo", menciona Cadú, que está de regresso à equipa após ter cumprido um jogo de castigo.


O defesa-central internacional português terá um missão, certamente, muito complicada no jogo de sábado, pois, sem Zahovic, José António Camacho deverá apostar na dupla de avançados Nuno Gomes-Sokota. Cadú não treme, mas admite as dificuldades: "O Sokota é, para mim, um dos melhores avançados a jogar em Portugal e não vai ser nada fácil pará-lo. Do Nuno Gomes não tenho recordações nada boas, pois na época passada estava a marcá-lo e ele apontou dois golos", refere o jogador, confiante que desta vez tudo será diferente.


O sonho europeu


O Paços não está a fazer um bom campeonato, mas Cadú tem, a nível individual, conseguido passar ao lado da crise. Das boas exibições à selecção sub-21 foi um pequeno salto e agora está prestes a ser convocado para o Europeu da categoria: "É um orgulho enorme estar entre os eleitos e concretizarei um grande sonho se for ao Europeu. E ir aos Jogos Olímpicos? Era mesmo fantástico..."


Siga-nos no Facebook e no Twitter.

Partilhar:
URL:
 
Pub
Partilhar
Gostou desta notícia?  Votação: 0
 
Algum erro na notícia?  Envie-nos a correção
 


Quem se apresenta, para já, em melhores condições para conquistar a Liga?

Copyright © . Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edisport, S.A. , uma empresa Cofina Media - Grupo Cofina. Consulte as condições legais de utilização.

Clicar para abrir layer Pretty Clicar para abrir layer Pretty